Textos de amigos

Esse espaço foi criado com o intuito principal de divulgar textos em variados formatos e que foram escritos por grandes amigos meus. 
Obs.: A maior parte dos textos trata a respeito da cultura amazônica.
Junior Coelho

Músico Amazônida

Poema: Juá, um canto de clamor
Autor: Junior Coelho

O verde que desbota em minha face
É a ação desumana do homem,
Polui sem piedade e não pensa no amanha,
Quica um dia do meu ventre matar a fome,
Dos caboclos ribeirinhos.
A minha alma clama por preservação
Meu grito já não se ouve mais,
A revoada dos pássaros
Em busca de outro destino,
É a ignorância humana
Dizimando-me sem amor
Sem temência ou desatino.
Minhas nascente degradadas,
Contaminada com a famigerada bruta da humanidade,
Sou a dadiva da criação
Sou o Juá
Em um canto de clamor que vem com a voz da preservação.

Paulinho Barreto

Músico Amazônida

Música: Carimbó Galvanizado

Compositor: Paulinho Barreto (22/03/2015)

Ritmo: Carimbó/Siriá

O carimbó do Pará subiu aos arcos da lapa/ batuque diferenciado conquistando toda a nata/ morena chega pra roda com essa saia de cigana/ vem dançar o som da Amazônia tocando em Copacabana.

Com seus tambores, maracas, curimbó, ganzá e milheiro/ o caboco da Amazônia chegou ao rio de janeiro/ na cidade maravilhosa fez um grande puxirum/ mostrou pro mano carioca o carimbó e o lundu.

O samba abriu passagem para o carimbó entrar/ acolheu com alegria as guitarradas do Pará/ na cidade maravilhosa não fica ninguém parado/ Silvan, manda aí pro povo um siriá galvanizado.

Esse canário enrustido só tocava o seu tambor/ agora canta bonito e se tornou compositor/ agregando qualidades e encantando com seu som/ o caboco vai conquistando de Ipanema ao Leblon.

Silvan Galvão faz história no carimbó do Pará/ asas alçadas num voo tão alto de impressionar/ não duvide que o caboco, esse nosso embaixador/ vá cantar o carimbó aos pés do cristo redentor.

Nosso mano da Amazônia e gênio da percussão/ faz da arte sua cultura, a música por missão/ vai tocar seu carimbó no templário dos espaços/ transformar o maracanã num grande carimbonaço.

Gooooollll, do carimbó!

 

Textos de amigos

Comentário sobre o poema

O Jr Coelho é um parceiro muito querido e detentor de uma sensibilidade muito grande para assuntos de natureza da conscientização ambiental, fauna, flora e tudo que envolve esse ambiente tão importante para a perpetuação das espécies e do mundo contemporâneo. Sou super fã e adorei o poema. Ainda dá tempo de salvar não só o Juá, mas toda nossa flona do Tapajós. Percebo um movimento parado e sem avanços, com clamor suprimido por alguns receios e o movimento amornado. Enquanto isso a soja vai chegando e tomando conta de nossos espaços. Nosso contingente de artistas, compositores e pessoas comprometidas em conservar nossa cultura e defender nossas raízes precisa despertar, sem esperar pela iniciativa pública. É cada vez mais perceptível que ela se bandeia para o outro lado em nome de um tal progresso de preço muito abusivo para nosso caboco pagar. Parabéns, Jr Coelho, escreva muito, cante muito e nos deixe sempre ávidos de mais produções suas.
Jr Castro, sua ideia deste espaço é brilhante. Espero participar sempre, inclusive com minhas composições e sonhos. Abs

Novo comentário