Tributo à Mãe Selva

Caros leitores!

Não tenho o hábito de escrever meus textos em primeira pessoa, mas nesse caso se faz necessário por conta do assunto tratado referir-se a parte de minha experiência pessoal com a cultura amazônida e com a arte no sentido musical.

Sobre o Contato com a Cultura Amazônida e com a Música

Desde muito cedo o meu imaginário tem sido alimentado com diversas histórias contadas por meus pais e por pessoas próximas à minha família. Muitas dessas histórias giravam em torno da cultura amazônica, e tinha como parte do meu cenário imaginativo a natureza, - repleta de belezas e grandezas, como os rios largos e as grandes florestas. Ao longo do tempo fui sendo apresentado a diversas formas de manifestações culturais muito presentes nessa região, principalmente no contexto artístico.

Minha saudosa mãe biológica sempre me orientou a valorizar minha terra e os próximos a mim, assim como dizia Jesus Cristo em um de seus mandamentos. Na fase da adolescência continuei sendo influenciado pela cultura amazônica, mas nessa fase recebia muito mais influência da música pop e de trilhas sonoras contidas em alguns jogos e filmes. Ainda na adolescência tive a infelicidade de me despedir de minha mãe neste plano físico, por motivos que somente a Força Criadora poderia responder em detalhes. Foi uma época de muito sofrimento, mas também fora o período no qual a música “entrou” de vez na minha vida e quando comecei o estudo formal da arte, sendo iniciado na musicalização, na prática da flauta doce, do clarinete e do saxofone. A partir desse período a música exerceu em minha vida uma função de expressão emocional. Como Allan Merrian disse uma vez, “é como se fosse uma forma de desabafo de emoções através da música.”

Se eu realmente fosse escrever aqui tudo o que se passa em minha mente nesse momento, provavelmente seriam necessárias muitas páginas para expressar tantas lembranças maravilhosas e outras nem tão maravilhosas assim, mas que de alguma forma me ajudaram ser quem sou hoje.

Sobre o Tributo à Mãe "Selva”

Quem me conhece pessoalmente sabe o quão apaixonado sou pela cultura do Norte do Brasil, onde se situa parte do território geográfico da Amazônia. Há motivos muito especiais para toda essa paixão, a começar pela minha mãe. Seu nome de batismo era Ana Selva, e isso remete à mulher guerreira, batalhadora e vencedora que ela foi enquanto vivia entre nós. Outro motivo é justamente por ter nascido e residido maior parte da minha vida nessa região, também chamada por muitos como “Selva Amazônica”. Sou fascinado pela ideia de ter “duas mães” com o “nome” Selva: minha mãe biológica Ana Selva e a mãe dos nascidos na região Norte do Brasil e seus habitantes, a Grande Mãe Selva Amazônica!

Show Tributo à Mãe "Selva”

O SESC Multiartes tem apresentado constantemente ao público santareno diversos eventos culturais e espetáculos musicais. Dessa vez fui convidado a fazer parte de seu calendário de eventos do mês de abril de 2015.

O show de Junior Castro e Convidados intitulado Tributo à Mãe "Selva” está agendado para o dia 09 de abril, quinta-feira, com início pontual as 19h. Os convidados para a apresentação são os músicos Junior Coelho, Marcos Vambaster, Edmarcio Paixão, George Andrade, Janderson Almeida, Andreson Dourado, Alexandre Freire, Gean Araújo e os integrantes do Muirá Sax (Otávio Ferreira, Rodrigo Leitão e Vitor Franco). Nesse evento o repertório selecionado faz parte da cultura regional do norte do Brasil, e o foco é homenagear alguns compositores importantes na cena cultural amazônida. Dentre os homenageados está o célebre artista amazonense Teixeira de Manaus, músico que influenciou minha carreira e ao qual devo muito do que aprendi como saxofonista. Além de Teixeira também serão homenageados outros músicos, cantores e compositores amazônicos, como Maria Lidia, Nilson Chaves e Sebastião Tapajós. Por fim, minha mãe Ana Selva também será tributada nessa apresentação musical.

Convidamos aos amantes da música regional da Amazônia e aos que apreciam a música instrumental para prestigiar essa apresentação, oportunizada pela equipe do SESC Multiartes Santarém.

Contamos com a presença de vocês!

Tópico: Tributo à Mãe Selva

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário