Texto reflexivo do saxofonista Ademir Junior

Saxofonista Ademir JuniorSão muitos novos nomes no mundo musical, super talentos e gênios perambulando. Alguém me pergunta, conhece esse ou esse? E as vezes não conheço muitos. Difícil se atualizar com tantas estrelas brilhando. 
Na verdade tento me concentrar nas minhas bases que são as bases de quase todos e buscar melhores formas de tocar. Extrair o meu melhor, pois isso já da um trabalho.
Mas chega um ponto na vida musical de um improvisador que ele escuta menos, ou pesquisa menos novidades, buscando suas próprias novidades ou sinceridade.
A música precisa ser extraída de cada um com o máximo de verdade, pois o resultado ao final da vida é que as pessoas conheçam sua verdadeira mensagem e essência deixada como legado.
No princípio, pesquisamos, imitamos, depois alternamos entre o aprendido e a inspiração, depois disso ai vem a fase mais adulta, que é mostrar sua personalidade musical ao mundo, ainda que não podemos deixar de brincar com o som como crianças brincam no playground.
É bom se atualizar um pouco com os nomes que vão surgindo, mas melhor ainda é buscar ser um desses. Pra isso, tem que suar muito a camisa, não somente com música, mas na organização, produção e publicidade dos seus projetos e trabalhos, porque um não anda sem o outro,
Muita produção sem música na veia é triste de se ver, e muita música na veia sem produção alguma, o mundo não conhecerá!
A música pode estar no seu coração, mas ela não é sua de fato, ela passa por você, sendo você um transmissor dessa energia, luz e mensagem. Então entendendo isso vamos entender, que ela é mais que emprego ou profissão, ela te escolhe para ser um mensageiro, e depois disso você passa a ser um sacerdote do som, pois não há como fugir, ou se foge é aprender a lhe dar com sua própria consciência e frustração eterna.
Hahaha o assunto era um e foi pra outro caminho. É isso mesmo, inspiração não escolhe lógica, ela tem seu próprio caminho.
Espero que ajude alguns por ai!

Texto redigido e disponibilizado gentilmente pelo magistral saxofonista Ademir Junior.
Post original: