Quem foi Amadeu Russo?

Quem foi Amadeu Russo? (Uma pergunta mesmo!)

O Brasil é um país que esbanja uma variedade enorme de manifestações culturais, e na música os indivíduos inserem muito dessas vivências. Enquanto “músicos práticos”, performers musicais absorvem o que lhes convém, mas quando estes (por necessidade técnica ou não) ingressam em escolas de música ou conservatórios, de um modo geral, os mesmos têm que seguir uma linha didática baseada em métodos já existentes ou em abordagens mais lúdicas, baseadas nas vivências de seu professor de música. Porém, é muito mais viável que um professor de música trabalhe com um método conceituado positivamente no mercado, pois, certamente, um livro desses foi projetado para tal finalidade: facilitar o desenvolvimento teórico e/ou técnico do estudante de música dentro de um espaço de tempo já experimentado ou aplicado didaticamente pelo autor do método. Desse modo, no próprio Brasil há métodos maravilhosos, consagrados e celebrados por músicos de renome, como o clarinetista e saxofonista Nailor Azevedo (Proveta), que absorveu muito do conteúdo do método do teórico Amadeu Russo.

Então, quem foi mesmo Amadeu Russo?

Ao ler os métodos de Amadeu Russo, ao menos os que foram publicados em versão brasileira pela editora Irmãos Vitalle, se observa um trabalho de muita cautela, realizado por Amadeu. No início do método ele apresenta os seguintes tópicos:

  1. Um histórico abreviado do saxofone;
  2. Posição do corpo e posicionamento das mãos e dos dedos no saxofone;
  3. Colocação da palheta e instrução básica sobre seu posicionamento na boquilha junto à braçadeira;
  4. Ênfase na embocadura, elucidando de maneira culta a importância dos lábios e de seu correto (correto em partes, pois não se recomenda mais o uso do lábio superior sobre os dentes incisivos centrais superiores e boquilha) posicionamento na palheta e boquilha, para uma boa realização sonora no saxofone.

Até esse ponto (com exceção do quarto tópico), Amadeu Russo foi sucinto com as palavras, mas muito direto e correto com o que disse. Tanto é que muitos professores de saxofone utilizavam constantemente os ensinamentos desse método para com seus alunos, assim como autodidatas, pois em algumas regiões mais isoladas do Brasil há alguns anos atrás era bastante difícil encontrar informações terminológicas sobre o saxofone.

    Amadeu Russo - Saxofonista e autor

O método de Amadeu foi bem aceito desde o seu lançamento, por trazer em si uma didática acessível (para os iniciados em teoria musical) e que serviu para muitos saxofonistas como um “manual de instruções”, que continha o passo a passo de como se conseguir uma boa sonoridade no instrumento através da prática da teoria erudita aplicada ao saxofone. O método Amadeu Russo, que ainda esta em circulação nos dias atuais, contém desde exercícios de resistência muscular com notas longas, flexibilidade muscular através de variações de intervalos até exercícios completos de articulação, ornamentos, expressão (dinâmica), escalas, arpejos, estudos melódicos e muito mais!

Mesmo tendo deixado um legado teórico e técnico de imenso valor para os saxofonistas (Russo também foi autor de métodos para instrumentos de metal), pouco se sabe a respeito de Amadeu Russo como músico, compositor etc. Até o momento da conclusão desta matéria não recebi nenhuma informação adicional das fontes as quais procurei. Se você, assim como eu teve a oportunidade de estudar todo ou parte do conteúdo do método Amadeu Russo e deseja conhecer um pouco mais de sua história, junte-se a nós e ajude a encontrar uma boa fonte de informações sobre esse autor fenomenal, que deixou aos saxofonistas brasileiros um legado muito precioso: o “Método Completo de Saxofone / Amadeu Russo”!

Tópico: Quem foi Amadeu Russo?

Amadeu russo

toco trombone de pisto e estudei o método do Amadeu russo, e acho que fez ótimo trabalho. gostaria de ter mais informações sobre ele se possível.

Novo comentário

 

Conheça o trabalho do autor desta matéria. Curta a sua página!