O Choro e o Sax: uma verdadeira obra prima de Ivanildo Sax de Ouro

Ivanildo Sax de Ouro é muito conhecido no Brasil por ter gravado vários discos instrumentais, sendo inclusive muito premiado por seus registros fonográficos. No ano de 2006, Ivanildo gravou o álbum “O Choro e o Sax”, um trabalho magistral que, infelizmente, não teve tanto alcance quanto outros discos que foram gravados por ele. No entanto, como um bom apreciador de obras musicais brasileiras, ouça apenas um trecho de qualquer faixa do álbum e seja convencido de que o veterano Ivanildo Sax de Ouro empenhou muito esforço para produzir um trabalho digno de grandes premiações no âmbito instrumental em nosso país.

Ivanildo demonstrou em O Choro e o Sax o quanto domina o saxofone alto em todas as suas regiões e com seu timbre maduro e “macio” emociona a qualquer ouvinte atento a seu discurso musical dentro do disco mencionado.  Em clássicos como “Noites Cariocas” e Confusão”, Ivanildo interpretou cada nota com destreza técnica e sentimental, de arpejos quase “relampejantes” a notas longas suavizadas e amortecidas pelo seu vibrato labial excepcional. Sua sutileza ao articular cada fonema sonoro nos convence de que sua experiência como saxofonista está muito acima da média. 

O timbre do sax alto da Selmer que Ivanildo utiliza desde muitos anos já é bastante característico, mas em O Choro e o Sax você pode ouvir com muita clareza os harmônicos presentes nas notas tocadas por ele. Isso, de certo modo, se deve à captação do áudio que parece ter sido feita numa sala com excelente ambiência e por um ou mais microfones específicos ao saxofone, expondo um timbre muito real, quando ouvido com um bom fone de ouvido ou em boas caixas amplificadas. São muitos os detalhes e qualidades existentes nesse trabalho do Ivanildo.

Leia também

Ivanildo Sax de Ouro

Além de outras coisas, no disco mencionado neste texto, nota-se a influência de Charlie Parker sobre a carreira de Ivanildo Sax de Ouro. Há breves espaços para improvisação em algumas músicas e Ivanildo dá ênfase a aproximações cromáticas que enriquecem o discurso e encadeiam perfeitamente dentro das progressões harmônicas, além também das articulações que estão perfeitamente colocadas dentro da proposta da música brasileira, mas com clara influência do be bop de Charlie Parker. Ademias, Ivanildo já mencionou em entrevistas que é colecionador de discos de Charlie Parker e o tem como uma das maiores influências no saxofone.

Enfim, tire suas próprias conclusões ouvindo o disco O Choro e o Sax, uma verdadeira obra prima de Ivanildo Sax de Ouro!